A cultura tocantinense em foco

mostra mutum

Mutum é a primeira mostra de música instrumental e cultura popular do Tocantins. O evento acontece nos dias 10, 11 e 12 de julho, no distrito de Taquaruçu, localizado a 30 km de Palmas. Oferecendo uma programação cultural que reunirá cancioneiros, cantadores indígenas e foliões com o jazz, blues, forró, samba, dentre outros. O mutum  também contará com oficinas, workshops e rituais da cultura local. Além, de representantes renomados nacionalmente da música instrumental brasileira. O projeto foi idealizado pelos músicos Diego Britto e J. Bulhões. Tem o apoio do programa Rumos Itaú cultural.

O Correio Tocantinense sabendo da magnitude desse evento para o estado do Tocantins entrevistou Diego Britto:

Continuar lendo

Anúncios

Em tempos difíceis, procura-se um líder.

Salários só poderão ser pagos dia 12 de cada mês; Decreto anulando as mais diversas decisões do ex-gestor; Policiais Civis em greve há mais de um mês; Tocantins é o 2° Estado com maior rombo financeiro do país; Profissionais da saúde declaram greve a partir de abril; SISEPE marca Assembleia Geral no próximo sábado, visando decidir se entrarão de greve; Juiz derruba decreto que derrubava a promoção dos PM’s; Por mais que pareça chamada de um filme, não passa da triste realidade de um certo Estado,  em um curto início turbulento de ano.

Essas são só algumas das manchetes que se viu nesses quase 04 meses de governo, onde se aconteceu o inimaginável, e tudo que antes parecia ruim, agora está pior. O atual governador assumiu uma gestão em situação caótica, e isso é inegável, mas se espera deste a mesma imagem de líder, e pode ser o mesmo que esteva na campanha. Enquanto tudo isso acontece, alguns secretários vem a público, principalmente o Secretário de Administração, que diga-se de passagem, é formado em Comunicação Social. Outras vezes o Procurador Geral assume o papel de porta voz, mas em momento algum se vê um líder que assuma a direção desse barco furado e passe esperança e confiança aqueles que em meio a tamanha tempestade, só veem o naufrágio como algo certo.

Continuar lendo

O caminho de casa

Por mais difícil que seja partir e deixar tudo aquilo que conhecemos, se despedir de casa e de quem amamos, nossa sede do desconhecido nos impulsiona para um vasto universo de coisas novas onde podemos saciar essa sede. Não queremos partir, mas precisamos. Não estamos preparados pra dizer tchau, mas o dizemos mesmo assim. Não queremos sair do conforto de nossa casa. É mais fácil ficar, isso é fato, porém é insuficiente. E por mais que nosso primeiro instinto, o de sobrevivência, diga para ficarmos, o instinto que nos coloca na boca do leão todos os dias nos diz pra ir, o mais longe que conseguimos e o mais alto que podemos voar. Ele diz “vá” e a gente de fato vai.

E a gente vai sem saber o que esperar, sem saber o que fazer, apenas com a consciência de que temos que ir. E nosso destino a gente vai aprendendo, a gente vai moldando, vai colorindo do jeito que queremos, do jeito que convém, do jeito que nos agrada. A gente vai se acertando, se virando, a gente se encontra ao mesmo tempo em que somos encontrados.

Continuar lendo

Prazo de Validade

Sobre o inicio:

Ela: não gosta do gosto cristalizado do açúcar, mas abusa do direito de afeto. Ela não é de obviedades que derramam, mas transborda gentilezas. Ela parece forte, e é. Ela nunca se veste de fragilidades, mas as coleciona. Ela apavora. Ela se apavora. Quando não sabe o que fazer. Quando não sabe o que dizer. Quando tem medo de sentir medo. Ela é agravo de instrumento. Ela é toda satisfação.

Ele: Parece ter pressa. Despreza pontuações. Ignora os espaços. Usa a palavra como alegoria dos seus traços. É do tipo que acumula tantas referências, que se faz inspiração. Chora como menino. Embriaga-se como poeta maldito. É do tipo personagem de si mesmo. Sagrado, é dono das missões todas de outubro. Profano, faz dele bruxaria. Enfeitiça com seu sorriso, e faz de outubro, um desses clássicos escondidos numa capa underground. Cabe em qualquer estante, mas é para poucos. Cabe em 31 dias, mas pode ser ano todo. É travessura e gostosura. É do tipo que poderia ser sempre bissexto.

Quando se conheceram, listaram todas as coisas horríveis que já fizeram na vida, acrescentaram algumas outras bobagens dispensáveis e prometeram descobrir, dali por diante, o que fazia o outro querer tanto os dois juntos. Disso já sabem: ela é a versão dele que ele mais gosta, ele é a versão dela predileta. E juntos, na versão ideal, vão descobrindo o que os fazem ebriamente bem-sucedidos, donos de tantos sorrisos e gentilezas.

Continuar lendo

Insurgente

150128_insurgente_post1

Eu lembro que ano passado quando Divergente estreou nos cinemas, a minha vida se encontrava em um perfeito caos. Eu não só estava a um ano e meio preso no cursinho, como também estava desesperado com a possibilidade de ficar em Marabá o resto da vida. Eu queria sair dali, conhecer outros lugares, viver coisas novas e fazer novos amigos. Como em Divergente tudo estava em ordem, a sua continuação – Insurgente – revela a futurística Chicago desabando junto com o sistema de facções. Ainda bem que desta vez, minha vida se encontra em ordem. Pelo menos até agora.

Os riscos para Tris (Shailene Woodley) aumentam na continuação da série, quando ela decide procurar por aliados e respostas nas ruínas de uma Chicago futurista. Tris e Quatro (Theo James) agora são fugitivos, caçados por Jeanine (Kate Winslet), a malvada líder da elite Erudição. Eles precisam descobrir a causa pela qual a família de Tris sacrificou suas vidas e por que os líderes da Erudição querem impedi-los. Tris, amedrontada pelas escolhas do passado, tem agora a difícil missão de deter Jeanine e descobrir os segredos da criação das facções.

Continuar lendo

Análise sobre a capacitação do comércio alimentício em Palmas

Foto por Viviean Rosalves

Foto por Viviean Rosalves

A capacitação profissional sempre foi algo visto como necessário para um estabelecimento, pois demonstra a qualidade da empresa, conquista o cliente e também funciona como marketing para o comércio. Nos restaurantes e bares da capital, onde o contato entre o funcionário e o cliente se torna mais próximo, destaca-se os estabelecimentos que além de oferecer os melhores serviços, tem a capacidade de acolher e tratar o cliente de forma que ele queira retornar ao local.

Nos dias atuais se vê mais necessário ainda a capacitação, pois no atual contexto econômico o brasileiro se depara com um PIB (Produto Interno Bruto) praticamente estagnado, que cresceu apenas 0,1% no 3° trimestre de 2014, e 0,7% no 4° trimestre do mesmo ano, juntamente com aumentos dos juros e da inflação. Em cenário estadual se tem os atrasos nos pagamentos dos funcionários públicos que movem a economia estadual. Dentro deste contexto o comércio palmense já está sendo afetado, como prova pesquisa da CNC (Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo), que mede a intenção de consumo das famílias Palmenses, constatou que houve uma queda no consumo entre as famílias de classe média a alta, comparado ao mesmo período do ano passado.

Continuar lendo

Não se pode esperar

– Às vezes vejo o tempo como uma criança mimada, nos fazendo ceder aos seus bobos e cruéis caprichos. Às vezes ele se porta como um velho rabugento, irreversível em suas concepções de mundo pré-históricas, obrigando-nos a aceitar suas regras e imposições severas sobre sua tão temida exatidão. E às vezes ele age como aquele adolescente solitário e antissocial, nos dando a impressão de que ele não está ali, mas que vez por outra dá sinais de sua rebeldia crônica.

Continuar lendo

O Sétimo Filho

Disponível em: dvdsofaepipoca.blogspot.com

Disponível em: dvdsofaepipoca.blogspot.com

Minha mãe sempre dizia que dragões, bruxas e outras criaturas fantasiosas eram símbolos satânicos e que eu não devia me associar com coisas do tipo. Mas, nós sabemos que as regras foram feitas para serem quebradas, e essa alienação religiosa fez crescer em mim uma profunda curiosidade por esses tipos de seres. Sempre assisto filmes e leio livros que falam sobre estes seres, para tentar compreende-los. O último contemplado desta avaliação foi o impactante “O Sétimo Filho”.

Continuar lendo

Duas ideologias opostas visando um Brasil melhor

Nos últimos dias milhões de brasileiros invadiram as ruas, em protestos pela democracia, contra a corrupção, em defesa da Petrobras e revolta com o esquema lava-jato, e também contra o governo atual. Dois movimentos de reinvindicações diferentes, mas objetivando um país melhor, demonstraram que o poder emana do povo.

tumblr_m9hsccaHtK1ql734to1_500

Reprodução brasilwonders.tumblr

Continuar lendo

Não consigo ser Capitu

Não, eu não recomeço. Não sei como se faz para voltar todas as casas e recomeçar do zero. Do ponto de partida. Do início das coisas. Eu não sei fazer isso que todo mundo diz que faz. Eu apenas continuo. Continuo o ano que acabou em outro. O amor que começou em amor que permanece. Poesia em prosa poética. Nem sempre o meu continuar é melhor do que quem recomeça do zero, mas é a minha maneira de estar no mundo. Eu continuo pessoas. Faço delas a família que escolhi e quando não fazem mais sentido [finalmente] aprendi a deixá-las num passado de quando era bom. Eu continuo lugares. Chego de mansinho e quando vejo é uma espécie de casa.  E devo continuar 2015 em 2016 assim como em todos os outros anos: Talvez com vontade de outros lugares, de outros corações, com outra trilha sonora, insistindo em continuar ao invés de recomeçar.

Reprodução Books, Movies, etc.

Reprodução Books, Movies, etc.

Continuar lendo