Caro doutor…

Foto Desenho: Ana Vitória R. Cunha

Foto Desenho: Ana Vitória R. Cunha

Ultimamente me engajei na missão de fazer todos os que estão a minha volta abrir os olhos e perceber o quão valiosa é a vida. A sua, a minha, a do seu vizinho, todas as vidas que não cruzaram a sua ainda, e todas aquelas que nunca cruzarão. Toda vida é valiosa. E quando não zelamos pela nossa, é fato que não zelaremos pela de ninguém. Partindo desse princípio, dou o único conselho adequado que me vem à mente exatamente agora: Se importe com sua vida!

Quero que se importem toda vez que respirar, e lembrem-se de que não vai ser para sempre; a vida geralmente ganha importância quando lembramos que ela é curta e rápida demais. Por isso, lhe dou mais um conselho: Não a viva com mediocridade, não a viva por viver, garanto que é a mesma coisa que a morte que tanto tememos. Tem tanta coisa bonita nesse mundo, e ainda assim, os olhos se fecham pra não ver, e não se tem o mínimo interesse em procurar. Tem tanta coisa bonita, e eu não aceito sair desse mundo sem ver pelo menos um pouco delas. Como pode você?

Como podem aceitar viver sem sonhos? Como podem aceitar apenas sonha-los? Como é que aceitam ficar parados? Tudo está se mexendo meu caro doutor, tudo está em constante movimento, como pode você se permitir o estado de inércia? Como você se permite viver em constante tristeza tendo consciência do que te faz feliz, do que te faz melhor, do que te faz ser tão você? Como podem não se importar?

Se eu tivesse a voz que todos pudessem ouvir, eu lhes diria para não aceitarem só o que está ao alcance das mãos. Se você tiver que pular, ou correr, ou até voar pra conseguir aquilo que quer, então voe, corra e pule e não pare até conseguir. Eu diria para não se acostumarem com a infelicidade, não aceitarem menos do que merecem, e não deixarem que os coloquem num lugar que não os pertencem.  E não tenho essa voz doutor, não tenho ainda.

E então doutor, o que eu tenho?

– Você se importa demais.

– E isso é ruim?

-Não. Só é raro.



Texto de Flavia Caixeta. Acadêmica de Jornalismo flaviana Universidade Federal do Tocantins. Cronista do Correio Tocantinense. Gosta de ver a vida da melhor forma possível.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s